quinta-feira, janeiro 04, 2007

COLECÇÃO BERNARDO

CONSULTA DE MESA, 2006
técnica mista de impressão sobre papel e caneta / 125 x 80 mm
n.º inv. 01-07 / adquirido com fundos do fundo do porta-moedas

***

A Colecção Bernardo, em depósito no Poesia & Lda, constituída por memorabilia quotidiana em homenagem a Bernardo Soares, ajudante de guarda-livros na cidade de Lisboa, orgulha-se de apresentar ao público e pela primeira vez, a sua mais recente aquisição. Em “Consulta de Mesa” (peça aquirida por 1,70 Euros), é todo o esplendor matinal do quotidiano urbano que se revisita, num exercício gramático de signos (a “torrada de forma”, 80 cêntimos; a "meia-de-leite”, 90 cêntimos, no caso concreto “magra”), que inesperadamente nos transportam para o subtil território estético da manipulação repetitiva do discurso contemporâneo. A peculiaridade desta obra que terá condicionado a sua guarda à Colecção, reside na dimensão experimental e interventiva da caneta da empregada SÓNIA, co-autora do trabalho, que fornece ao crítico elementos preciosos no que toca ao contexto peculiar da produção do autor: não só ficamos a saber que a mesma terá sido gerada a 11 de Dezembro de 2006, com o intuito de plasmar o dispêndio ocorrido pelas 9h e 03m daquele dia pelo “Dr da manha”, como podemos, graças à intervenção da caneta sobre a peça que o mesmo não terá saldado a dívida de imediato. Remete-nos esta hipótese para a dimensão formal de caloteiro deste doutor, diriamos, algo manhoso, pois terá consumido os signos referidos a 11 de Dezembro e apenas a 4 de Janeiro de 2007, perto de um mês depois, se terá apresentado para saldar a despesa. Disso mesmo faz eco a diligente SÓNIA, ao classificar o doutor em questão como “Dr da manha”, e não de “Dr. da manhã”). A Colecção Bernardo orgulha-se de assim adicionar à sua colecção de carácter eminentemente visionário, mais esta peça única, doravante ao dispor da contemporaneidade.


3 comentários:

Rui Lage disse...

Muito bom João! Queremos mais! E eu pergunto: que museu português terá a honra de ficar com tal espólio?

Nuno Gouveia disse...

Parabéns.
trata-se sem dúvida alguma de uma peça
notavel, digna de um espaço cultural adequado.
Vejamos...
Pavilhão de Portugal?

AM disse...

Já imagino o Bernardo da colecção, sentado no topo de uma montanha patrocinada pelo Millennium, espalhando em seu redor pequenos papeluchos como este de calotes prévios, alguns com meia de leite gorda, obesa mesmo!