sábado, agosto 28, 2010

ANACREONTE

ANACREONTE nasceu na ilha de Teos, provavelmente por volta de 570 a. C.. Frederico Lourenço organizou, traduziu e anotou "Poesia Grega de Álcman a Teócrito", (Lisboa, Cotovia, 2006), onde chama a atenção para "a força irónica, o enlevo quase metafísico e a amargura erótica" dos fragmentos da sua poesia que chegaram até nós.



BEBER DE UM TRAGO

Vá lá, ó rapaz, traz-me
uma taça, para que eu beba
de um trago. Põe dez medidas
de água e cinco de vinho,
para que novamente eu faça de bacante,
mas sem insolência.
Vá lá então: assim com este
barulho e com esta gritaria
não bebamos à maneira da Cítia,
mas bebamos moderadamente
no meio de belos cantos.


§


A SOMBRINHA DE MARFIM


Dantes ele andava com uma gorra na cabeça, capuz de vespa;
nos ouvidos punha bocados de madeira e à volta das costelas
uma pele de boi sem pêlo,
cobertura imunda de um reles escudo; com padeiras e rameiras
que o queriam andava metido o porcalhão do Ártemon,
sempre em busca de uma vida de intrujices.
Muitas vezes teve o pescoço no pelourinho, muitas vezes
esteve na roda; muita chicotada levou nas costas com açoite
de pele e arrancaram-lhe os cabelos e a barba.
Mas agora o filho de Circe anda de carrinho; usa brincos de ouro
e segura uma sombrinha de marfim,
tal qual as senhoras.


§


A POLDRA DA TRÁCIA

Poldra da Trácia, por que razão
me olhas de soslaio e teimosamente
foges de mim? Será que pensas
que eu não sei nada de jeito?
Fica sabendo que lindamente
eu te poria o freio;
e com as rédeas nas mãos
te faria virar no poste da corrida.
Mas agora pastas nas pradarias,
toda folgazã com teus coices levianos,
já que te falta o cavaleiro experiente
para te montar.


4 comentários:

Luis Moreira disse...

Boas tardes, Sou leitor assíduo, tão fiel que estou a sonegar o que publicaram sobre o José Tolentino Mendonça. O estrolabio,blogspot.com está a iniciar uma maratona de poesia.A vossa colaboração seria extremamente enriquecedora.Fica o convite.Um abraço

Fanzine Episódio Cultural disse...

COMO PARTICIPAR NAS EDIÇÕES DO EPISÓDIO CULTURAL?
O Fanzine Episódio Cultural é uma publicação bimestral sem fins lucrativos, distribuído na região sul de Minas Gerais, São Paulo (capital), Belo Horizonte e Salvador-BA. Para participar basta mandar um artigo: poema, um conto, matérias (esporte, arte, sociedade, curiosidades, artesanato, artes plásticas, turismo, biografias, sinopses de livros e filmes, curiosidades, folclore, moda, saúde, esporte, artes cênicas, biografias, etc.) em Times Roman 12.
Mande em anexo uma foto pessoal para que seja publicada juntamente com a matéria. Se desejar, você pode enviar uma imagem correspondente ao assunto abordado. Caso o artigo não seja de sua autoria, favor informar a fonte.
PARA ENTRAR COM CARLOS (Editor)
Facebook: http://www.facebook.com/profile.php?id=1464676950&ref=profile
machadocultural@gmail.com

governor disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
governor disse...
Este comentário foi removido pelo autor.