segunda-feira, maio 15, 2006

W. B. YEATS (2)

A DRINKING SONG

WINE comes in at the mouth
And love comes in at the eye;
That's all we shall know for truth
Before we grow old and die.
I lift the glass to my mouth,
I look at you, and I sigh.


UMA CANÇÃO DE BEBER

O VINHO entra, é pela boca
E o amor entra pelo olhar;
É quanto temos por certo
Até crescer e expirar.
Elevo a minha taça à boca,
Olho-te, para suspirar.


11 comentários:

SF disse...

Gosto muito de passar por aqui, encontro sempre um poema que gostaria de ter escrito e fico sempre com vontade de voltar.

Vitor_Vicente disse...

Boa escolha.
Mas uma dúvida: de quem é a tradução? sua? ou, como no poema anterior, colectiva, isto é repartida entre você e o vinho e afins?

Heibelha disse...

Tão pequeno e simples poema, que não pude deixar de repetir a leitura. Vou imprimir e levar comigo.

luís disse...

não estou habilitado a comentar traduções. fico-me pelo resultado.

e brindo

alfinete disse...

Mais uma vez, obrigado. Mas por que não simplesmente "levo o copo à minha boca"

Redutário disse...

Bela tradução, parabéns!

Eduardo Gonçalves disse...

Olá, belos textos, nunca tinha tido o prazer de conhecer o poeta WILLIAM BUTTLER YEATS, obrigado.

Ah, tenho uma poesia que também fala sobre o vinho:
O Vinho Do Solitário se puder passa lá

Eduardo Gonçalves disse...

Obrigado pela visita no dia "Jun 30 2006 2:46:27 pm", tenha uma otima semana

Eduardo Gonçalves disse...

eu vi que vc me visitou através do http://www.sitemeter.com/?a=stats&s=s23eduardogoncalves&v=15&r=9&vlr=89&pg=1

Juan Pablo Roa Delgado disse...

Estimado amigo:
Dos líneas para invitarlo a visitar la página web de nuestra revista de poesía, que imprimimos en Barcelona una vez al año. Se trata de animal sospechoso ( http://www.animalsospechoso.com/) revista de poesía en sus vertientes de creación y crítica; contiene cinco grandes apartados: 1) «Un buque cargado de», en donde se publican breves selecciones de la obra de poetas iberoamericanos contemporáneos y textos inéditos de estos últimos; 2) «Dossier», apartado que contiene el tema monográfico de la entrega, ya sea acerca de un poeta o un grupo de poetas del mundo contemporáneo. Contiene textos de creación del autor o autores tratados, además de textos críticos y/o entrevistas; 3) «Último remolque», sección dedicada, exclusivamente, al ensayo crítico sobre poesía; 4) «Otras aguas», sección bilingüe dedicada a la traducción al castellano de poetas contemporáneos y 5) «Lector de poesía», apartado destinado a la reseña de libros relacionados con la poesía, publicados durante el año, ya sean éstos poemarios, obras críticas, biografía o ensayo.
Un saludo cordial,
Juan Pablo Roa Delgado

http://poesiaypoetas.blogspot.com/

Sito de poesía y literatura que trata acerca de poetas (con énfasis en poesía hispánica). Comparte poemas y comentarios en general que buscan ordenar en prosa reflexiones sobre poesía y creación.



http://roadelgadocalendario.blogspot.com/

Apuntes de prosa poética



http://novelacontemporanea.blogspot.com/

Comentarios acerca de novelas publicadas después del año 2000.

Leonardo T. Oliveira disse...

Me lembra Anacreonte.